segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Herói mirim à perigo

A atitude do menino Riquelme Wesley dos Santos, cinco anos, ao salvar um bebê de um ano e 10 meses em um incêndio, em Palmeira (SC), na quinta-feira, foi elogiosa. Mas mereceu o alerta dos bombeiros: o garoto, vestido de Homem-Aranha, poderia ter morrido em minutos. Ou seja, é um ato que não deve ser repetido por ele ou por qualquer pessoa despreparada para isso.
No entanto, a mídia continua insistindo em expô-lo, afirmando que Riquelme vive dias de celebridade, distribuindo beijos, fotografias e entrevistas. Não sou psicólogo, mas entendo que seria o momento de a família preservá-lo de tanta exposição. Afinal, ele precisa retomar a sua rotina, vivendo como qualquer crianças de sua idade. O momento de herói deve ficar no passado.

Um comentário:

Leandro disse...

Concordo contigo Jorge, muito bem observado a situação deste menino.
Olha, me formo em Jornalismo no meio do ano que vem. Já tenho um ano e meio de experiência como repórter.
Abraço
Leandro