quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Um treinador pode estragar um bom time

Estou preocupado com o futuro do Internacional nos próximos meses. A direção cumpriu a sua promessa e municiou o seu treinador de bons e excelentes jogadores para cada posição. Em algumas, existe mais de uma opção. Contudo, o treinador precisa ser inteligente para montar um time onde sobram boas individualidades, caso do colorado atualmente. Se persistir com a idéia de escalar o Inter com três volantes, dois meias e apenas um atacante estará decretando a falência do time. Por isso, defendo a seguinte formação colorada: Lauro (Michel Alves), Bolívar, Índio, Álvaro (Sorondo) e Kléber; Magrão e Guiñazu; D´Alessandro e Alex; Nilmar e Taison (Alecsandro). O time ficará mais coeso. Tomara que assim seja e Tite não entre para o rol dos treinadores burros que passaram pelo Beira-Rio sem tirar o máximo do forte grupo que têm em mãos. Avante, Inter centenário!

Um comentário:

Thaís Prando Mantovani disse...

Ahaaaaaaaaa olha quem apareceu por aqui!!!
Já que o assunto é futebol...
Olha essa amigo: http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2009/02/06/ult59u186734.jhtm

Vocês estão com a faca e o queijo na mão heim! Quebrar o salto alto deles bem na estréia, não tem preço. Abraços