domingo, 9 de agosto de 2009

A emoção de acolher e alimentar a pequena sobrinha Fernanda


Senti emoção duplicada neste domingo dedicado aos pais. Sem a presença física do meu pai, que foi para o céu em 2006, comemorei a data na casa do meu irmão Zé. Para minha surpresa, fui convidado para batizar a minha sobrinha Fernanda, nascida no dia 5 de julho. Tem pouco mais de um mês o pequeno anjo. Dediquei carinho para ela e relembrei os momentos de pai, quando oferecia a mamadeira para o meu filho Marco, hoje com 22 anos e que estava junto comigo ontem. A Fernanda não estranhou o colo, e eu não perdi o traquejo em lidar com um bebê. Especialmente sendo minha sobrinha e afilhada.

2 comentários:

Hapi disse...

hello... hapi blogging... have a nice day! just visiting here....

marcinha disse...

que amor
muito carinho para a Fernanda