terça-feira, 13 de novembro de 2007

Veja: não leio

Ao abrir minha caixa de correspondência na noite de ontem, tive uma desagradável surpresa. A revista Veja estava ali dentro, junto com uma cartinha da sua gerente de assinaturas, Alessandra Pallis. Em tom coloquial, ela se dirigia a mim. Vale a pena reproduzir aqui o que esta revista vem fazendo com muita gente:

PRESENTE DE VEJA: 6 EDIÇÕES PARA VOCÊ.
Aqui está o primeiro exemplar.

Prezado Jorge,

Sabe que você está ganhando um presente? Porque você é uma pessoa especial e temos certeza de que vai gostar de se informar com VEJA, a revista mais lida e comentada do país.
VEJA traz reportagens exclusivas, análises claras e objetivas dos principais fatos da semana que vão repercurtir no Brasil, no mundo e na sua vida.
Experimente! VEJA informa, entretém e interessa a toda a sua família.
É uma satisfação estar em sua casa. Boa leitura.

Alessandra Pallis
GerEnte da Assinaturas - VEJA

Esta carta, junto com a edição semanal de revista, soou como deboche para mim. A revista que mente, que pratica o anti-jornalismo e que calunia jamais terá minha leitura. As reportagens exclusivas citadas por Alessandra são arranjandas e despidas de qualquer apuração, e não são isentas e imparciais. Ou seja, representa a opinião direitosa dos donos da publicação. Em suma, é tendenciosa, panfletária, fábrica de "factóides", conservadora e contrária aos movimentos sociais.
Por isso, entendo que, de forma alguma, ela informa, entretém e interessa a toda a minha família, como tenta me convencer a pessoa que assina a carta.

Boa leitura? Não leio. Não vejo.

3 comentários:

João Barcellos disse...

Jorge, esta revista do mal está cheia de anúncio porque a elite se protege. Mas certamente a vendagem deles caiu. Daí utilizarem este método de dar seis revistas de graça para as pessoas. Um amigo meu também recebeu. E colocou no único lugar que poderia botar: o lixo. Bom teu comentário a respeito do absurdo. Você deve ter mandado para a revista.
Abraço e boa luta.
João

Marisa disse...

Amigo, eu não sou tão intransigente. Não assino Veja, mas quando posso dou uma olhada. É bom sabermos o que o inimigo está aprontando. Mas essa de mandarem de graça a revista é uma mostra de que não estão bem.
Marisa

fabio.guerra disse...

caro blogueiro,

acabei de ser mais uma vítima dessa mesma campanha agressiva, e compartilho da sua opiniao acerca dessa revista. imediatamente, entrei no site do assinante a fim de cancelar já esse lixo periodico na minha casa, onde vi o seguinte texto:

ASSINATURA PROMOCIONAL

Caso queira continuar a receber VEJA após este período, você não precisa fazer nada.
A assinatura será efetivada automaticamente por 1 ano, com toda a comodidade através de em 6 parcelas de R$ 55,73.

CLIQUE AQUI caso NÃO queira dar continuidade a sua assinatura de VEJA.

bom, eu cliquei, e adivinhem o que aconteceu?... nada.

e na seção pagamento consta:

Forma de pagamento:Boleto Bancário

Número de parcelas:6

Valor de cada parcela:R$ 55,73

Parcelas pagas:0

Data de cobrança da próxima parcela:04/04/2008

gostaria de saber como o blogueiro se livrou dessa, se teve que ligar para a abril e xingar toda a hierarquia da empresa, ou se simplesmente nao pagou nada (há risco de porem seu nome no SPC, por exemplo?).

abraço,

Fábio